Sua orelha coça muito e dói? Pode ser micose da orelha!

A otomicose ou otite externa fúngica corresponde ao crescimento de fungos no canal do ouvido, sendo associada a aumento da umidade e calor, má higiene, imunossupressão, diabetes , alergias de pele, uso prolongado de corticóides tópicos e cirurgias prévias do ouvido. 

Provoca principalmente coceira muito intensa nos ouvidos, mas é um quadro agudo, de duração de dias (diferente do eczema, que é crônico e/ou recorrente). Muitas vezes evoluiu para dor de ouvido , ouvido entupido e secreção, devido a infecção bacteriana secundária. 

O diagnóstico é feito pelo otorrino ao visualizar os fungos no canal do ouvido, sem necessidade de pedir exames específicos. 

O fungo mais comum é o Aspergillus , seguido pela Candida

O tratamento consiste na limpeza do canal do ouvido pelo otorrino no consultório e aplicação de antissépticos, antifúngicos e antimicrobianos ( esse último só nos casos de infecção bacteriana secundária). Assim como na otite do nadador, também deve-se evitar entrada de água no ouvido durante o tratamento, que é mantido até a eliminação do processo e é mais longo que na otite do nadador, em torno de 2-4semanas.

Dra Kênia Assis Chaves

Médica Otorrinolaringologista

CRMMG 52018

RQE 33072

Quer agendar uma consulta? Acesse nossa página de agendamento

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: