Você sabe como é o labirinto?

A orelha orelha interna é dividida em duas partes: anterior, que é responsável pela audição, e posterior, responsável pelo equilíbrio. Esse conjunto todo também pode ser chamado de labirinto, e por isso as doenças desse local são chamadas de labirintopatias.

Nesse post, vou me ater à parte posterior, que é responsável pelo equilíbrio e é dividida em sáculo, utrículo,  e canais semicirculares. Basicamente, o sáculo e o utrículo captam os nossos movimentos lineares, ou seja, para frente e para trás, para baixo e para cima. O sáculo detecta os movimentos verticais da cabeça  e o utrículo detecta os horizontais. A parte óssea que abriga o sáculo e o utrículo é chamada de vestíbulo e daí vem a denominação vestibulopatia para as doenças desse locais. 

Já os canais semicirculares captam os movimentos rotatórios, ou seja , rodar a cabeça. Existem 3 canais semicirculares:  o lateral que é responsável por detectar movimentos horizontais da cabeça,  notadamente o movimento de não ​com a cabeça); o anterior e o posterior, responsáveis por movimentos verticais, movimento de sim com a cabeça.  

Desse modo, todas as posições da cabeça podem ser detectadas  e permitem a adaptação da posição do tronco e dos membros, mantendo, assim, o equilíbrio. 

Essas informações são enviadas ao cérebro e aos outros órgãos que auxiliam o equilíbrio através do  nervo vestibular, que mais tarde se junta ao nervo coclear e forma o nervo vestibulococlear.

Quer saber como é a parte anterior, da audição? Confira no próximo post.

Dra Kênia Assis Chaves

Médica Otorrinolaringologista

CRMMG 52018

RQE 33072

Quer agendar uma consulta? Acesse nossa página de agendamento

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: